Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Porque hoje é sábado...

Sábado, 10.11.07

As insónias são a minha companhia

em noites longas de tristeza e solidão

nelas vasculho o sótão das memórias

a mãe o avental às florinhas

o olhar terno

as mãos que mexem uma mistura dourada

e nós na traquinice a meter o dedo na massa

Porque hoje é sábado

dia de bolo da cor do sol 

neste sótão encontro o cheiro de bolo acabado de fazer

o aroma do café acabado de coar num saco branco

não sei se te lembras dos sábados

das tardes de todas as estações

de todas as cores

de todos os sabores

partilhávamos a fatia de bolo como partilhávamos cumplicidades

e a mãe...

a mãe sempre com tempo guardado para o bolo de sábado

aprendi com a mãe a fazer do sábado o dia do bolo

Hoje sou eu a mãe

e faço o bolo dos sábados da nossa meninice

Adormeço embalada pelas lembranças doces da nossa mãe

Porque hoje é sábado

(não te esqueças das tardes de sábado, irmão! )

(reedito, este post,com o mesmo carinho com que nestes últimos dias, tenho sido brindada, com o reencontro de uma amiga, há muito tempo longe, mas nunca fora do coração...

Também ela partilhava do mesmo bolo dourado, da mãe...nas tardes de sábado.

E porque hoje é sábado

vou fazer, com o mesmo carinho, o bolo...não tem a cor do sol...mas tem o aroma , o sabor, a cor, e o brilho do amor.

A estes ingredientes, junto outro, que também faz as delícias de quem o vai saborear...O chocolate).

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por dolce_vita às 16:16

Olhares

Sábado, 10.11.07

Gosto das tardes sombrias a olhar o mar

do traço que desenho na areia fria

do sabor salgado nos meus lábios

da tranquila sensação do afago do vento.

Gosto deste intervalo de mim

na procura de lugares onde estive

nas paisagens que vi sem sentir.

Tenho a espuma a meus pés

num branco baço leitoso

como a palidez da tarde.

Já se acendem as luzes

não há recorte no horizonte, não o distingo

as sombras regressam a matizar a noite

fico mais um pouco...escuto-me

entendo-me com a noite que se encosta a mim

de mansinho...

e segredamos o adeus a este encontro.

Guardo todo o perfume das tardes sombrias

a olhar o mar.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por dolce_vita às 02:53





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Novembro 2007

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930